STECK lança canal no YouTube

Canal amplia comunicação da marca sobre produtos, traz dicas de instalação e segurança

 

 

Líder no fornecimento de materiais elétricos para usos residencial, comercial e industrial, a STECK criou um novo canal para reforçar a comunicação com parceiros, consumidores e usuários em geral por meio do YouTube. Atenta à crescente demanda por vídeos online, a empresa aposta no engajamento proporcionado pela plataforma atrelado ao conteúdo didático em vídeos de curta duração:

 

A STECK é uma empresa muito ativa nos meios digitais. Temos, por exemplo, Facebook Brasil e Latam, Instagram, LinkedIn, app, game e faltava o canal no YouTube”, explica Melissa Rossini, coordenadora de comunicação da STECK. “Cada vez mais o consumo por vídeos e streaming cresce no Brasil - e no mundo! - e sabemos da importância de acompanhar as tendências para estar cada vez mais próximos do nosso público. O YouTube é um excelente canal de comunicação para explorarmos, melhorando e ampliando continuamente o contato não só com os consumidores e profissionais que utilizam a marca, mas com qualquer pessoa”.

 

O consumo de filmes e vídeos online cresceu consideravelmente no Brasil. Por meio da pesquisa TIC Domicílios, o Centro de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Celtic.br) constatou que, entre 2012 e 2017, o índice de brasileiros que assistem vídeos nas plataformas conectadas à Internet saltou dos 49% para 71%.

 

Para aproveitar este crescimento, a STECK aposta em vídeos explicativos com dicas de segurança, apresentação de produtos e lançamentos e bate-papo com parceiros. A princípio, a ideia é veicular de dois a três vídeos por mês.

 

“Teremos um foco maior em profissionais da área elétrica e arquitetos, mas a linguagem é bem didática, para que todos possam acompanhar. Temos um público bem questionador e ativo nas nossas redes sociais e acredito que isso se deu em virtude de sempre buscarmos uma linguagem simples e, muitas vezes, com um tom bem-humorado, tanto na mídia off quanto online. Vamos manter o mesmo para esse novo canal”, finaliza Melissa.

 

 

Últimas Notícias